Artesanalmente editora contribui com a literatura guarulhense

Obras literárias que abrangem desde poesias até filosofias de seitas secretas

por BRUNO CARVALHO

Todo escritor tem a necessidade de ver seu livro publicado, porém as grandes editoras dificilmente dão espaço para os novos talentos. Para conseguir ter sua obra publicada, Eugenio Asano resolveu criar a Gerúndio Edições, que produz no modo artesanal. “Corta papel dali, costura dali, fui fazendo meus livros artesanalmente e percebi que não era tão complicado assim”, disse Eugenio.

O investimento é baixo, basta ter um computador, uma impressora, algumas ferramentas para costurar e um pedaço de madeira. Pronto, você já pode editar sua obra. Assim, qualquer pessoa pode expressar suas idéias e emoções, sem precisar bater de porta em porta, atrás de uma grande editora.

Depois de divulgar seus próprios livros, Eugenio Asano começou a ser procurado por outros escritores. Publicou desde receitas até códigos de seitas secretas, que solicitaram sigilo, sob o juramento de não ficar com nenhuma cópia.

A consagração veio com a publicação de “A flor que Drummond viu nascer no asfalto”,

do imortal da Academia Guarulhense de Letras, o poeta Castelo Hanssen. Eugenio falou sobre a importância do escritor, que deveria ser mais reconhecido. “Castelo é um ícone, um norte para literatura. Seus versos, sua forma de ver o mundo, são ímpares. Acho que ele não é importante só para Guarulhos. Um homem que é aplaudido de pé em qualquer lugar onde se apresenta, não pode ficar restrito à nossa cidade. Eu gostaria que ele fosse tão reconhecido aqui, como lá fora.”

A poeta Renata de Mattos ressaltou a importância de Castelo Hanssen. “É inaceitável, que uma pessoa, como ele, fique restrita a ser admirada por um pequeno grupo local, basta conhecer algumas de suas poesias, para entender a grande mente por detrás das palavras.”

 

Últimos livros publicados pela a editora

 

Doce Outono”, de Eugenio Asano, que segundo o poeta e violonista Clementino da Silva, depois que viajou para o Japão, voltou escrevendo melhor. O outro “A flor que Drummond viu nascer no asfalto”, de Castelo Hanssen.

Informações sobre os livros:

Título: Doce Outono

Primeiro livro de poesia de Eugeno S. Asano

Primeiro livro de poesia de Eugeno S. Asano

Autor: Eugenio S. Asano

Editora: Gerúndio

Assunto: Poesias

Número de Páginas: 68

Título: A flor que Drummond viu nascer no asfalto

Poesias do imortal Castelo Hansen

Poesias do imortal Castelo Hansen

Autor: Castelo Hanssen

Editora: Gerúndio

Assunto: Poesias

Número de Páginas: 68

Para comprar os livros, entre em contato com a editora, pelo e-mail: gerundiogeedicoes@yahoo.com.br

Anúncios
Comments
9 Responses to “Artesanalmente editora contribui com a literatura guarulhense”
  1. Caco disse:

    Conheço este ‘rapaz’ faz tempo, desde os tempos em que ele datilografava poesias, tirava cópias xerox, juntava tudo e montava livros com presilhas enquanto eu tentava convencer pessoas a tocar músicas, algumas feitas sobre poesias do Gê… Após um pequene intervalo de mais ou menos metade de nossas vidas, fui descobri-lo no Japão, graças à uma pesquisa feita na internet. Eu desisti de convencer pessoas a tocar, ele se modernizou: em vez máquina de escrever, microcomputador; em vez de fotocópia, impressora; em vez de presilhas, corte, cola, e costura… Ainda bem! “O Trem”; “Os Visitantes Noturnos”; “Pescador de Sonhos” e “Incidente em Vila de Fátima” tornaram-se vizinhos de “Pedro Páramo” e habitam algum lugar do meu cérebro.

  2. Neusi Elisabeth de Souza disse:

    A poesia do Eugênio já embalou meus sonhos de adolescencia, pois passamos vários anos da nossa juventude no bairro da Freguesia do Ó, nossa amizade já conta vários anos….. Não sei se concordo com o comentário de que depois do Japão ele voltou escrevendo melhor, mas digo que assim como o vinho fica melhor com o tempo, a poesia dele também….talvez no outono das nossas vidas, podemos sabereá-la mais….
    Fico feliz em ver que ele está conseguindo realizar os seus sonhos de ver seus livros publicados, e também realizando os sonhos de outros sonhadores como ele.
    Me sinto privilegiada em ser amiga desse imortal…..

  3. Soraya disse:

    Iniciativa fantástica, torcemos muito pelo sucesso da Gerúndio e de seus escritores!!!

  4. Beatriz de Aguiar Hanssen disse:

    Oi, Eugenio.
    Muitas vezes fui no sarau apenas para ouvir seus contos que sempre me encantaram. Realmente é um desperdício o trabalho de vocês ficar limitado a Guarulhos.
    Parabéns pela ousadia em criar essa editora.
    Com carinho.
    Beijos
    Beatriz

  5. Ir. Lúcia cfa disse:

    Olá Escritor das “estações”
    Aquele que acredita é assim,
    vai passando pelas estações e
    continuando a criar e recriar seus sonhos…

    Acreditamos em vc…
    Te amo muito!
    Receba um grande abraço de sua cunhada
    e amiga, Irmã Lúcia cfa

  6. Juliano Santolin disse:

    Lembro-me de quando era mais novo, não que hoje seja velho, mas lembro com alguns detalhes, fim de ano chegando e eu, uma criança louca que chegasse logo o dia 30 de Dezembro para ir a Marataizes e ver o meu “tio japonês” e claro, os presentes que ele e tia Joana me traziam… hehehe.
    Tio, te admiro muito, pois sempre vi em você uma pessoa carismática, inteligente e hilária. Seja sempre perseverante que tudo se tornará justo e perfeito em sua vida. parbéns!!!
    Forte abraço.
    Juliano

  7. Brigitte disse:

    Tenho muito orgulho em dizer que fui uma das privilegiadas a ler seus primeiros versos, uns tantos anos atrás…
    Sabem de uma coisa? Eu tinha certeza de que veria seu sonho se realizando…
    Que esse seja apenas o início de um grande sucesso…

  8. POETA/VIOLONISTA CLEMENTINO disse:

    Meus amigos e irmãos CASTELO HANSSEN e EUGENIO ASSANO eu vos admiro muito como poetas e como seres humanos que são. Em termos de poesias, até ontem eu era um ilustre desconhecido. Após conhece-los e engatinhar n esse universo poético, ja estou devagarinho fincando uma pequenina estaca com meu nome. Obrigado mesmo. Graças à voces e outros bondosos poetas eu posso arriscar a escrever. Valeu meninos. [obs: a alma de poeta não envelhece nunca]. CLEMENTINO.

  9. Sr. Castelo Hanssen, apesar de não ler mais o Jornal Diário de Guarulhos pelo fato de o mesmo ter se vendido barato e descaradamente, e hoje estar visivelmente a serviço do PT, não perco nada do que o senhor escreve, nem mesmo no Diário de Guarulhos.
    Vou comprar esse seu mais recente livro, e para tanto lhe pergunto como devo proceder.
    O senhor está muito acima dos escritores comuns, pois maneja com maestria a insondável simplicidade e fala (escreve) diretamente aos nssos corações.
    Parabéns, Castelo, por tudo que o senhor é e representa.
    O senhor só não é mais conhecido e festejado porque infelizmente habita em uma aldeia infeliz, de gente tapada, e com um poder municipal coronelista que pouco ou nada faz de efetivo para beneficiar os escritores, pintores e músicos da cidade.
    Meus respeitos.

    MARCÃO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: