Academia Guarulhense de Letras rema contra a maré

 Falta público, mas sobra qualidade nas palestras

 

por BRUNO CARVALHO

O imortal Lineu Roque Aceiro

O imortal Lineu Roque Aceiro

 

Ontem (10), o acadêmico Lineu Roque Aceiro palestrou sobre a história da acadamia, que foi fundada pelo escritor Gasparino José Romão, em 8 de dezembro de 1978. Lineu se emocionou ao dizer que os acadêmicos não são lembrados pelas instituições da cidade. Em plena semana comemorativa do aniversário de Castro Alves e nem um membro, foi convidado para palestrar sobre o poeta em alguma escola ou na câmara municipal, falou ressentidamente.

 

Baixo público entristece organizadores

 

Foi feita divulgação através de folhetos, que foram deixados em vários pontos culturais da cidade. Mesmo assim houve baixa presença de público. Bosco Maciel disse que está feliz com a programação, segundo ele todos os eventos foram interessantes. “Entretanto, acho que o público participante é pequeno”. Otimista. “Até acho que o publico irá crescer conforme a Semana avança”, disse.

Como era de se esperar, participação negativa da população”, disse Eugenio Asano. A I Semana Castro Alves de literatura e Artes vai até domingo (15/03). Confira a programação aqui no Cotidiano Guarulhense.

Anúncios
Comments
7 Responses to “Academia Guarulhense de Letras rema contra a maré”
  1. Rodrigo Motta disse:

    Gostei do Blog, e de como é focada as manifestações culturais de Guarulhos, esperamos colaborar para maior valorição da Cultura Local!

    Você esta convidado para nossa exposição:

    Exposição Não me pergunte por quê! – Coletivo La Panela.

    Exposição de trabalhos atuais do Coletivo La Panela – Robson Casemiro, Rodrigo Motta, Rodrigo Pignatari e Thinello, que exploram territórios distintos da arte.

    Abertura dia 14 de março, sábado, ás 19h.

    De 14 de março a 05 de abril de 2009.
    Centro Permanente de Exposições de Arte Prof. José Ismael.
    Praça Cícero Miranda, s/nº, Lago dos Patos, Vila Galvão, Guarulhos – SP. Diariamente, das 8h ás 17h, exceto feriados. Entrada Franca.

  2. Jane Rossi disse:

    Sou professora, escritora e poetisa. Moro em Guarulhos desde 1980 e amo essa cidade. Sou Representante da FALASP( Federação das Academias de Letras e Artes do Estado de São Paulo) em Guarulhos. Gostaria de colaborar com a valorização e divulgação da Academia Guareulhense.

  3. Moizeis Sobreira disse:

    Acho que o fato da ACG não ter público pode estar ligado também ao pouco que a população tem dessa instituição. Há pouco tentava acgar um site da academia, mas não acho, nem sequer o endereço encontro.

  4. bruno gato disse:

    oooooooooooooooooiiiiiiiiiiiiiiiiii

  5. O maior público visto num evento literário em Guarulhos aconteceu no lançamento de uma antologia que reuniu poetas da cidade e de outras localidades nos anos 80. O Valdeli Pereira de Jesus, o Valdeli Vila Nova, foi o idealizador da coisa. Hoje os eventos não conseguem públicos como acontecia nos tempos de Letraviva, Pássaros Sem Asas e outros grupos. O mundo está globalizado, conectado, ligado, logado através da internet. Essa nova realidade transforma o formal em informal. Nova linguagem. Pouco tempo para contato físico. Tudo é virtual e não há mais espaço para aquela cervejinha e toda aquela agitação no Bar do Greguinho. Talvez um bom público se consiga com a criação de uma AVGL. (Academia Virtual Guarulhense de Letras). Eu até indico o presidente; o Touchê, porque é o poeta mais logado da cidade. E por falar em tempo:Não me convidem para essa AVGL, porque o meu negócio é corrida de rua. Beijos.

    • Olá Álvaro!
      Meu nome é Marlene. Conheci o Valdeli Vila Nova, e quase fiz parte de uma das antologias coordenadas por ele, de nome Poetas Graças a Deus. Até participei do lançamento. Lembro da presença do Sr Castelo Hanssem e outros. Desde o tempo do Valdeli eu tenho tentado publicar os meus trabalhos e só agora estou em vias de lançar um romance. Realmente, em se tratando de eventos ligados à Literatura, sempre há pouco público. Eu mesma não quero nenhum tipo de evento para lançamento do meu romance. Sei que será desagradável, e até triste, a ausência de leitores. Mas uma sonho eu tenho: pertencer à AGL. Espero conseguir realizá-lo. Abç.

      • Marlene, Olá. Muito bom saber que você também faz parte da história dos poetas da cidade, e que você está ativa e pronta para lançar uma obra. Com esse cacife não será difícil pertencer a Academia Guarulhense de Letras. Um abraço e vá em frente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: