Peça tem tempo e local indeterminado

“Os Fuzis” mostra a aparente impotência do ser reverter a sua realidade

Texto: Bertold Brecth

Adaptação: Paty Moreira

Direção: Walter Sthein

Teatro: Padre Bento

O texto conta a história de uma família que vive numa cidade do litoral. O local e nem o tempo é informado, mas estão em guerra. O pai foi morto em combate, então, a mãe impede a filha e filho de lutarem contra a opressão. Uma tia vem de longe para levar os sobrinhos para a luta.

A falta de definir um tempo e um local não interfere no entendimento do assunto, a opressão é conhecida por todos, seja uma pressão política, a influência negativa dos meios de comunicação ou a pressão econômica. A peça mostra como é viver com o medo do futuro, e como as pessoas desacreditam que possam mudar o destino do lugar onde vivem.

Quando uma população vive controlada em regime totalitário, psicologicamente é criada uma crença que o poder alienador não pode ser quebrado. O exemplo pode ser dado aqui no Brasil, a sociedade não acredita nos políticos, pois, dizem ser todos corruptos, então, pensam que não há mudança.

Na encenação da guerra, o governo controlador faz as pessoas acreditarem em um poder imbatível. Na casa o pai já foi morto e não conseguiu derrubar os opressores, então, a mãe acredita que entes queridos possam morrer, e problema continuar. Toda estrutura anti-democrática quer os cidadãos desarmados para o censor permanecer forte.

Em “Os Fuzis”, um fato brutal acontece para todos se engajarem na luta, a dor individual é um fator para abrir os olhos das pessoas. Quando se percebe a morte acontecendo com civis inocentes, a ação se faz necessária.

Esse texto adaptado de Brecth mostra algo atual, a descrença na mudança. Na guerra a alienação é trazida pelos poderes das armas. Sem a guerra, há a opressão mascarada. As regras e as modas ditadas pelos meios de comunicação, a busca interminável pelo ter e a busca pelo corpo perfeito são as armas opressoras da atualidade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: