Encontro de Dança da Cidade de Guarulhos (ENDA) tem entrada gratuita

1º a 6

 

11º Salão Nacional de Artes Visuais de Guarulhos – Arte Moderna e Contemporânea

Centro Municipal de Educação Adamastor

O Salão Nacional de Artes Visuais de Guarulhos – que este ano contou com 309 inscrições e 854 obras inscritas – se consolida a cada ano não só como espaço para divulgação de artistas plásticos contemporâneos, mas também por facilitar o acesso à discussão e reflexão sobre o fazer artístico. De alcance nacional, é reconhecido pelo seu caráter de difusão e fomento às Artes Visuais, apresentou uma série de palestras com Antonio Santoro Junior, Márcio Harum e Oscar D’Ambrosio, que também compuseram o Júri Técnico deste ano. Este ano os visitantes poderão votar em suas obras preferidas, por meio de uma urna no local ou pelo www.guarulhos.sp.gov.br, link Votação 11º Salão de artes, até o dia 2. ATENÇÃO: cerimônia de premiação e encerramento dia 5, às 20h, com apresentação musical de Pé na Bossa. Entrada franca. Av. Monteiro Lobato, 734, Macedo. Diariamente das 9h às 22h, exceto feriados.

1º a 13

 

“Ecos Prolongados Que Se Confundem Ao Longe”, de Lílian Bonfim, Débora Squassina e Mannu Goulart

Centro Permanente de Exposições de Arte Prof. José Ismael

A exposição traz como ponto de partida Baudelaire e a partir das palavras poéticas deste sobre o eco os artistas Lílian Bonfim, Débora Squassina e Mannu Goulart, mostram suas visões plásticas sobre o assunto com xilogravuras, instalações e fotografias. Entrada franca. Praça Cícero Miranda, s/ nº, Lago dos Patos, Vila Galvão. Quarta a domingo, das 8h às 12h, e das 14h às 17h, exceto feriados.

3 a 16

 

Mulheres Negras

Centro de Educação Unificado – CEU Pimentas

Exposição composta por 72 obras que mostram as várias faces da mulher negra brasileira desde a sua infância. Entrada franca. Estrada do Caminho Velho, 351, Pimentas. Segunda a sexta, das 7 às 20h, e sábados e domingos, das 7h às 17h.

4 a 30

 

Exposição: “Gosto de África”

Centro de Incentivo à Leitura do CEU Pimentas

No mês da Consciência Negra o espaço receberá um pedaço da África, demonstrando assim seu valor, sua força e o quanto deste continente está impregnado em nós, em nossa cultura e em nosso dia a dia. No espaço as Divindades Africanas são apresentadas com cunho cultural. Além de ser abordada a importância do Dia da Consciência Negra e a figura enigmática de Zumbi dos Palmares. Coordenação: Edmilson Avila e Adriana Teixeira. Entrada franca. Estrada do Caminho Velho, 351, Pimentas. Segunda a Sexta, das 8h às 20h, e sábados, das 8h às 14h.

4 / sexta

 

Contos Afros e Afro-Brasileiros

Centro de Incentivo à Leitura do CEU Pimentas

A riqueza da cultura Afro é inegável. Cores, histórias, cantos e flores foram trazidos para o Brasil há muito tempo e aqui foram se transformando. Desde então, esta cultura e as várias histórias são transmitidas pela tradição oral, com isso, os contadores de histórias Adriana Teixeira e Edmilson Avila trarão belas e encantadoras histórias com a riqueza e a beleza que só a África tem. Vagas: 35. Indicação: livre. Entrada franca. Estrada do Caminho Velho, 351, Pimentas. 19h.

Recicla Biblio

Biblioteca do CEU Ponte Alta

Neste mês o Recicla Biblio – projeto que visa à utilização de materiais recicláveis – irá construir lindos quebra-cabeças e para participar é só trazer papelão e revistas usadas. Indicação: a partir dos 7 anos. Mais informações pelo telefone 2443-2749. Rua Pernambuco, 836, Jd. Ponte Alta. 14h.

4 e 5 / sexta e sábado

 

Fascinação v– Ícaro Cia. de Dança / Artesofia

Teatro Padre Bento

O espetáculo “Fascinação” apresenta coreografias dos principais sucessos de Elis Regina. Os bailarinos interpretam sucessos como “Arrastão”, “Ladeira da Preguiça” e “Águas de Março”. A Cia. também estará oferecendo uma oficina gratuita, e para participar é só enviar um e-mail para contato@artesofia.com.br. Direção: Glauco Fernando. Duração: 60 minutos. Ingressos à venda na bilheteria do teatro meia hora antes do início do espetáculo – R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia). Rua Francisco Foot, 3, Jd. Tranquilidade. 20h.

5 / sábado

 

Clube Leonor

Teatro Ponte Alta

Banda paulistana formada em 2009 pelos irmãos Rodrigo Cósz (bateria e voz) e Leonardo Cósz (voz e violão), pelo amigo Marcos Vinícius (baixo) e, em 2011, Marcio Menechini (guitarra). Com trabalho totalmente autoral, as influências da banda são variadas, partem desde os grandes pilares do folk rock como Neil Young e Bob Dylan, passando por artistas nacionais como Zé Ramalho, Zé Geraldo, Zeca Baleiro e pelo movimento mineiro “Clube da Esquina”; bandas como Bread e Wilco, chegando a artistas de sonoridade “mutante” como a banda Radiohead e o cantor Beck. A banda já se apresentou em locais como Teatro Padre Bento, Musicall Bar, Casa dos Cordéis, Livraria Café e Cultura, Espaço Esconderijuh, entre outros. Duração: 90 minutos. Indicação: livre. Mais informações no www.myspace.com/clubeleonor. Retirar um ingresso na bilheteria do teatro uma hora antes do início do espetáculo. Rua Pernambuco, 836, Jd. Ponte Alta. 20h.

PROGRAMAÇÃO E N D A 2 0 11

Adamastor Centro

Av. Monteiro Lobato, 734. Macedo. Entrada grátis.

“Deusas da Música” – Grupo Sahdiliz do Espaço Holos

O espetáculo mostra a Dança do Ventre sobre outra perspectiva, esquecendo o clássico e o tradicional, fazendo fusões com outros estilos e músicas. Gênero: Dança Oriental Árabe. Coreógrafa: Priscila Vidmontiane. Indicação: Livre. Duração: 50 minutos. 14h30. “África, Um Grito de Dor e de Força” – Cia. de Dança

 By Zaico

Este espetáculo tem por objetivo, levar as pessoas a refletirem a fragilidade pela qual passa o planeta Terra, por conta do afastamento do homem em relação aos “valores naturais”, como o que a fauna e flora têm em nossas vidas, do pleno esquecimento em reconhecer, se harmonizar e agradecer a Grande Mãe Natureza pela sua generosidade em nos possibilitar a “vida”, aqui representada por Deusas guardiãs que zelam pelas variadas formas de vida, a fim de garantir a sobrevivência. Gênero: Temático. Coreógrafas: Zanara/Yris. Indicação: Livre. Duração: 20 minutos. 17h.

 “Os Elementais” – Sahara

O espetáculo “Os Elementais” foi baseado no conceito dos quatro elementos em sua composição coreográfica: Fogo, Terra, Água e AR. Para isto, são apresentados números coreográficos que mostram, através da dança oriental árabe e cigana, como o simbolismo dos quatro elementos influencia diretamente no nosso desenvolvimento pessoal. Gênero: Dança Oriental Árabe e Dança Cigana. Coreógrafa: Khalina Aymelek. Indicação: Livre. Duração: 20 minutos. 19h.

 “O Despertar de Uma Deusa” – Durrdana

A busca da deusa interior através da diversidade feminina e o estereótipo criado por ela mesma. Entender que todas possuem sua beleza e graciosidade independente da cor, credo ou classe social. Olhar para dentro de si é entender seu verdadeiro eu e descobrir o mundo que está ao seu redor. Gênero: Dança do Ventre. Coreógrafa: Erika Antunes Asseiro. Indicação: Livre. Duração: 30 minutos. 21h.

“Loca” – ACM Guarulhos

O espetáculo “Loca” é inspirado, sobretudo, no universo musical da cantora colombiana Shakira. O espetáculo conta, através de linguagem coreográfica, a atmosfera latina de um ponto de vista brasileiro. Os dançarinos apresentam movimentos, marcas, efeitos que retratam diferentes estilos de dança. Gênero: Estilo Livre/Jazz. Coreógrafa: Aisha Zel. Indicação: Livre. Duração: 10 minutos. 21h30.

“Utopia, A Vida Em Versos”, de Neide Cardoso

Biblioteca Monteiro Lobato

Lançamento do livro “Utopia, A Vida Em Versos” da escritora Neide Cardoso, no qual o otimismo e a realização de desejos estão presentes. Durante o lançamento a escritora estará autografando seus livros. Entrada franca. Rua João Gonçalves, 349, Centro. 18h.

5 e 6 / sábado e domingo

 

A Exceção e A Regra

Teatro Nelson Rodrigues

 “A Exceção e A Regra” narra a história de um comerciante que precisa ir à Orga e contrata dois empregados para levá-lo. Porém, ele é muito arrogante e prepotente e um dos empregados o abandona no caminho. O único empregado que é fiel a ele, o comerciante maltrata, humilha e o mata. O caso vai até o tribunal para ser julgado. Duração: 60 minutos. Indicação: 14 anos. Ingressos à venda na bilheteria do teatro uma hora antes do início do espetáculo – R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia). Mais informações pelo telefone 8143-8749. Rua dos Coqueiros, 74, Lago dos Patos, Vila Galvão. Sábado, às 20h, e domingo, às 19h.

6 / domingo

 

Aladin e a Sua Lâmpada Maravilhosa – Grupo 5° Maravilha

Teatro Adamastor Pimentas

O malvado Jáfar precisa de alguém com o coração puro para pegar a lâmpada mágica e aproveita-se do amor e inocência de Aladim, um rapaz honesto e trabalhador, que está apaixonado por Jasmim, para conseguir pegar a lâmpada. Direção: Santa Catarina. Duração: 40 minutos. Indicação: livre. Retirar um ingresso na bilheteria do teatro meia hora antes do início do espetáculo, mediante a doação de 1 quilo de alimento não-perecível (exceto sal e açúcar), que será para a Pastoral da Saúde da Capela Santíssima Trindade de Vila Isabel, Guarulhos. Estrada do Caminho Velho, 333, Pimentas. 16h.

 Essências – Cia. de Dança Zazu

Teatro
Padre Bento

São essências e não temos nomes para elas. Apenas as qualificamos como são, e porque assim conseguimos classificá-las. O espetáculo retrata a essência cristalina (Fé), essência mineral (Amor), essência vegetal (Conhecimento), essência ígnea (Justiça), essência eólica (Lei), essência telúrica (Evolução) e essência aquática (Geração). Indicação: livre. Duração: 70 minutos. Ingressos à venda na bilheteria do teatro meia hora antes do início do espetáculo – R$ 25 (inteira) e R$ 12,50 (meia). Rua Francisco Foot, 3, Jd. Tranquilidade. 19h.

 PROGRAMAÇÃO E N D A 2 0 1 1

Adamastor Centro

Av. Monteiro Lobato, 734. Macedo. Entrada grátis.

“Palco, Dança e Magia” – Palco Stúdio de Dança

A primeira parte do espetáculo retrata através do estilo clássico, a magia da natureza com seu renascer contínuo. Na segunda parte, a magia que é a dança e sua diversidade de estilos. Gênero: Estilo Livre. Coreógrafa: Valéria Viana. Indicação: Livre. Duração: 50 minutos. 14h30.

 “Estações” – Big Praise

As Estações do ano são divididas em quatro, baseadas em padrões climáticos. Este espetáculo simboliza as estações como sendo períodos de nossas vidas, onde retratam as emoções sentidas em cada estação da vida. Gênero: Estilo Livre. Coreógrafo: O Grupo. Indicação: Livre. Duração: 15 minutos. 16h30.

 “Corpo Santo” – Cia. Besta Barroca

O espírito de uma contemporaneidade paralítica, há séculos mutilado por uma herança teológica deliberadamente colonizadora e antropofágica, arrastase sobre uma torta cadeira de rodas, colhendo no espaço irregular, apenas restos de impressões adulteradas do desejo. Gênero: Dança Contemporânea. Coreógrafo: Jonathan Mendes. Indicação: 16 anos. Duração: 30 minutos. 18h30.

 “Pianíssimo” – Metades Cia. De Dança

Teclas, Notas e Bemóis e Sustenidos compõe a peça Pianíssimo, o terceiro espetáculo do Grupo Metades. A relação Piano X Homem trás ao palco um ambiente contemporâneo e minimalista, misturando-se aos corpos dos bailarinos que ora são notas, ora são teclas, numa dança intensa e desprovida de linhas e estrutura musical. Gênero: Dança Contemporânea. Coreógrafo: Hélio Lima. Indicação: Livre. Duração: 30 minutos. 20h30.

 “Pianíssimo” – Metades Cia. De Dança

Teclas, Notas e Bemóis e Sustenidos compõe a peça Pianíssimo, o terceiro espetáculo do Grupo Metades. A relação Piano X Homem trás ao palco um ambiente contemporâneo e minimalista, misturando-se aos corpos dos bailarinos que ora são notas, ora são teclas, numa dança intensa e
desprovida de linhas e estrutura musical. Gênero: Dança Contemporânea. Coreógrafo: Hélio Lima. Indicação: Livre. Duração: 30 minutos. 20h30.Teatro Ponte Alta

 Muitas Luas

Teatro Ponte Alta

Espetáculo teatral que traz uma reflexão do cotidiano, possibilitando ao público o prazer pelo riso e uma visão do relacionamento humano, estimulando a sensibilidade e a criatividade. Duração: 50 minutos. Indicação: livre. Entrada franca. Rua Pernambuco, 836, Jd. Ponte Alta. 16h.

7 a 26

 

“Emília – A Boneca de Lobato”

Biblioteca Monteiro Lobato

Exposição que apresenta onze ilustrações que retratam a boneca Emília, desde sua origem até 1982 – centenário de nascimento do escritor –, totalizando 60 anos da boneca presente no imaginário de todos. Entrada franca. Rua João Gonçalves, 439, Centro. Segunda a sábado, das 9h30 às 16h30.

7 / segunda

 

“Um Pouquinho do Brasil”, com o Grupo Caravançará

Biblioteca Municipal Monteiro Lobato

O espetáculo “Um Pouquinho do Brasil” procura fazer uma espécie de retrospectiva histórica através de músicas que retratam os hábitos e anseios da sociedade brasileira no período abordado. Cada canção representa um ano da década em questão. Os participantes receberão uma cartilha-programa com uma breve contextualização geral do tema, que será abordado durante o espetáculo pelos integrantes do grupo. A década em questão também será abordada sobre o aspecto musical, contextualizada por meio dos arranjos confeccionados especialmente para esta ocasião. Totalizam o espetáculo 12 canções, sendo duas delas do repertório autoral do grupo, que tem em sua formação Caio Triglia (bateria), Guilherme Vazquez (voz, violão, guitarra e contrabaixo elétrico), Rodrigo Ferreira (voz, piano e teclados) e Ronnie Oliveira (voz e contrabaixo acústico). Produção e Coordenação Geral: Rodrigo Ferreira. Indicação: livre. Duração: 90 minutos. Retirar um ingresso na bilheteria do anfiteatro, uma hora antes do início do espetáculo. Rua João Gonçalves, 439, Centro. 20h.

9 / quarta

 

“Remusicando”, com Douglas Cruz e Oficina Dakasa

Calçadão da Dom Pedro

Destaque deste mês do projeto Intervalo Musical, Douglas Cruz é fundador e membro do quarteto instrumental de música brasileira “Projeto Dogma”, onde através de seu trabalho e pesquisas em grupo surgiu o CD “Insonoris Misturas”. Professor de violão e teoria musical na Escola Diocesana de Música, Douglas Cruz também faz arranjos, produções e gravações de bandas e cantores no Estúdio Garage, em Guarulhos; além de dedicar-se a Oficina Dakasa, projeto em que ele leciona aulas de música a crianças e jovens nos Pontos de Cultura de Guarulhos e entidades sociais. No repertório, músicas próprias e do universo da MPB e pop rock atual. Calçadão da Dom Pedro, Centro. 12h.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: